quarta-feira, 22 de julho de 2020

Procon fiscaliza supermercados, bancos e casas de materiais de construção em Chapadinha


Fiscais do Procon-MA estiveram em Chapadinha nesta terça, 21 de julho, apurando denúncias de preços abusivos e de irregularidades em supermercados, casas e fábrica de materiais de construção (olarias), e agências bancárias.

FAÇA SUA DENÚNCIA
Denuncie
Denúncia Anônima

De acordo com informações obtidas pelo blog do William, o Supermercado Mateus foi notificado por manter nas prateleiras produtos com avarias e fora do prazo de validade, além de produtos armazenados em locais com temperatura inadequada, como por exemplo, margarina que estava em temperatura ambiente, em vez de temperatura entre 6 e 15 graus.

Entre as agências bancárias, a penas a Caixa foi fiscalizada. O Procon informou que nem todos os estabelecimentos foram visitados pela equipe, mas que a fiscalização deve continuar em Chapadinha.

Olarias e lojas de materiais de construção foram notificadas e deverão apresentar justificativas para a elevação dos preços praticados nos produtos.

A equipe da capital foi acompanhada pelo diretor regional do Procon/Chapadinha, Danilo Monteiro (dir)

"Temos recebido denúncias de aumento injustificado de preço dos materiais de construção em vários municípios do Maranhão, principalmente com relação aos tijolos e cimento. Por isso, estamos fortalecendo as ações de fiscalização nesse segmento para investigar se há prática abusiva e assegurar o respeito aos direitos dos consumidores", explicou a presidente do Procon/MA, Adaltina Queiroga.

Notificação

A fiscalização está sendo realizada em vários municípios maranhenses. As fábricas deverão apresentar informações referentes aos custos dos insumos para a produção dos tijolos nos últimos meses. Já as lojas deverão apresentar as notas fiscais de compra e venda dos produtos.


Os estabelecimentos têm prazo de 05 (cinco) dias, a contar do recebimento da notificação, para apresentar os documentos solicitados. Com os dados fornecidos, o Procon vai investigar a composição dos preços e a origem do aumento.

Apuração

Desde o início do mês de julho, o órgão estadual vem apurando denúncias em todo o estado. Além da região metropolitana de São Luís, o Procon já notificou lojas de materiais de construção nos municípios de Balsas, Pedreiras, Coroatá, Lago da Pedra, Santa Luzia, Chapadinha e Viana.

As informações apresentadas na defesa estão sendo analisadas pela Diretoria de Fiscalização do Procon/MA. Caso seja comprovada a abusividade, o órgão irá aplicar as sanções administrativas previstas no Código de Defesa do Consumidor.

Fonte: William Fernandes, com informações do Procon/Chapadinha

Um comentário:

  1. Boa noite
    Aqui em barreirinhas-Ma
    Esta um absurdo o tijolos e cimento

    ResponderExcluir

A 5ª CIA DO CORPO DE BOMBEIROS COM O APOIO DO 16° BATALHÃO DA POLÍCIA MILITAR DISTRIBUEM CESTAS BÁSICAS ADQUIRIDAS PELO GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO EM CHAPADINHA

Por Blog Chapadinha 24 Horas O Governo do Estado do Maranhão, dando continuidade às ações de combate e redução dos impactos causados pela pa...

Postagens mais visitadas